O Observatório leva o telescópio à escola

Noite de observação celeste na Escola Aurelina Palmeira
Nos dias, 13 e 15 de outubro de 2010, o OAGLL levou um telescópio às escolas estaduais Dr Júlio Auto e Professora Aurelina Palmeira, ambas no bairro do Vergel do Lago em Maceió. As escolas, que no mês de setembro haviam recebido a exposição Paisagens Cósmicas e a apresentou aos seus alunos, puderam observar os vales , crateras lunares, Júpiter e seus satélites através do telescópio.

Na escola estadual Dr. Júlio Auto admiração com a superfície da Lua vista ao telescópio
Na noite do dia 13, uma quarta feira, os alunos da escola Dr. Júlio Auto receberam a equipe do observatório e ficaram admirados com a clareza de detalhes observada na superfície lunar. As crateras, as montanhas, os mares lunares eram reais e não fotos no livro de Ciências ou Geografia. Alguns alunos até desconfiaram. Achavam que se tratava de um truque, que estavam observando uma foto dentro daquele tubo metálico (o telescópio). Mas, encobrindo a entrada de luz do instrumento, logo perceberam que estavam vendo a superfície da Lua ampliada. Depois voltamos o telescópio para Júpiter. O planeta estava bem alto no firmamento e apresentava seus quatro satélites: Calisto, Ganimede, Io e Europa. Espanto geral quando mencionamos que aquela bolinha, o planeta Júpiter, era o maior do Sistema Solar e que dentro dele cabiam mais de mil planetas Terra!!! Ficamos na escola até as 21:30h.

Admiração e surpresa ao observar ao telescópio
Na noite do dia 15,sexta feira, fomos a escola Aurelina Palmeira. Chegamos por volta das 19:30h e encontramos  um grande número de alunos, que logo se prontificaram a ajudar com o telescópio e ansiosos para ver a Lua e Júpiter, logo fizeram uma fila. Observamos os mares lunares: Serenidade,Tranquilidade, Fecundidade, das crises e da chuvas. Reconhecendo-os, depois algumas crateras lunares, Tycho, Ptolomeus, Proclus. Alunos inquietos e curiosos nos faziam muitas perguntas, as vezes duas ou três ao mesmo tempo. Como na escola anterior, observamos Júpiter e o espanto foi igual. Ficamos observando a Lua e Júpiter até as 22:30h.

Curiosos e inquietos alunos da escola estadual Aurelina Palmeira 

Foram noites especiais e agradáveis, onde a comunidade daquelas escolas puderam entrar em contato com algo novo, que estava sempre lá, mas que passava desapercebido. Os horizontes daqueles alunos se alargaram e uma nova percepção do universo começou em suas mentes.  

OAGLL leva foguetes à escola



Durante a semana de 4 a 10 de outubro de 2010, a ONU e a Unesco promoveram a semana mundial do Espaço,  World Space Week.O Objetivo foi o de difundir e comemorar a exploração espacial, O Observatório Astronômico Genival Leite Lima paticipou do evento lançando foguetes e fazendo a festa dos estudantes de três escolas estaduais em Maceió.

Explicando o que são e como funcionam foguetes, sondas, satélites e naves espaciais

Nossa plataforma de lançamento e foguete posicionado

 O OAGLL levou foguetes de álcool e após uma breve explanação do evento e do funcionamento de foguetes, sondas, satélites e naves espaciais, efetuou os lançamentos dos foguetes  nas escolas estaduais: Professor José Vitorino da Rocha, Dom Pedro II e Alfredo Gaspar de Mendonça. O evento foi estimulante e motivador, despertando a curiosidade e o interesse dos alunos.

Números da Semana Mundial do Espaço.

       Dias de atividades: 03 dias (05, 06 e 07 de outubro)
       Lançamentos realizados: 14 lançamentos
       Escolas atendidas: 03
       Público atendido: 650 (estudantes e professores)

A Oficina Terra e Espaço

Visualizando a fase crescente da Lua

Nos dias, 11, 18 e 25 de setembro de 2010, realizamos uma série de atividades práticas com o objetivo de ajudar as futuras professoras e alunas da escola estadual José Correia da Silva Titara, no CEPA com conteúdos de Astronomia para as séries iniciais da educação Básica. Denominamos este conjunto de atividades Oficina Terra e Espaço. A  metodologia adotada foi a de montar e experimentar objetos para um ensino lúdico e significativo. Apresentamos também o observatório, seus instrumentos e como poderemos utilizá-lo no ensino de ciências.

As aulas dos dias 11 e 25 foram realizadas nos laboratórios do Centro de Ciências e Tecnologia da Educação, CeCITE e do Núcleo de Tecnologia da Educação, NTE, que é um dos grupos constituintes do CECiTE. A aula  do dia 18 setembro aconteceu na escola estadual  José Correia da Silva Titara. Contamos com a participação de quatro alunas do segundo ano do curso normal e uma do primeiro ano. As aulas ocorreram das 8h as 12h. 
As atividades e conceitos foram desenvolvidas segundo cronograma abaixo.

Data
Horário
Atividade
11/09
Sábado
08:00h
A Terra a Lua e os movimentos no céu.
  - O Movimento diurno (Maquete da Terra com     observador);
  - As fases da Lua;
  - Construindo um relógio solar com garrafa PET;
  - O Movimento de Translação da Terra;
  - As estações do ano;
10:00 h
O Sistema Solar.
  - Construindo uma maquete do Sistema Solar;
  - A dança dos planetas;
  - Entendendo as configurações planetárias com a maquete do Sistema Solar.

18/09
Sábado
08:00h
As estrelas e as constelações.
  - Entendendo as constelações construindo um constelário;
  - Vamos montar um planisfério?
10:00 h
Aprendendo a jogar com o Universo.
   - O Jogo da memória do universo;
   - Corrida espacial;
 

25/09
Sábado
08:00h
O Universo dentro do computador.
   - Conhecendo alguns programas planetários;
   - Sites para estudos e referências
10:00 h
Visita ao Observatório.
  - A Exposição Paisagens Cósmicas;
  - Em quê o Observatório pode ajudar?

Entendendo o dia e a noite com uma maquete

Inicialmente pedimos, após orientações, que cada aluna abrisse um blog onde poderia descrever, criticar, sugerir melhorias para as atividades. Ressaltamos o uso da informática como recurso para lpanejamento, registro e atualização dos professores.Em seguida discutimos como explicar aos alunos a forma da Terra e seus movimentos de rotação  e Translação. Utilizamos uma maquete da Terra feita com uma bola de isopor e mapas das constelações zodiacais afixadas nas paredes da sala. Para discutir o dia, a noite e a passagem do tempo construimos um relógio solar com palito de churrasco e garrafa plástica. No final do primeiro dia de aula encerramos com a construção de uma maquete do sistema solar na escala 1/7.000.000.000. A maquete representou os tamanhos dos planetas. 

Construindo uma maquete do Sistema Solar
A Maquete do Sistema Solar

Testando o relógio solar
No segundo dia de aula, retomamos a discussão do movimento da Lua. Utilizamos uma bola de isopor e o abajur para visualizarmos as fases das Lua. Discutimos também algumas configurações planetárias utilizando a maquete do sistema solar, substituímos o Sol (Isopor) pelo abajur. Construímos em seguida, um constelário  que consiste de uma caixa que nos permite ver uma constelação. Depois montamos dois jogos: Astro Dominó e Astro Memória e jogamos para experimentar contamos com a participação de dois alunos especiais, Marcelo (11) e Eduarda (9).   

Visualizando as fases da Lua

Entendendo como observar as fases da Lua
Construindo um Astro Dominó
Experimentando o Astro Dominó
No terceiro e último dia de nossa oficina, fomos até o laboratório de informática do Núcleo de Tecnologia Educacional para conhecer programas planetários. Primeiro apresentamos às alunas o programa KStars para a plataforma Linux. Depois utilizamos o Cartes du Ciel para Windows. Nos programas alunas aprenderam a configurá-los para data e local desejados. Aprenderam também a se localizar com os pontos cardeais e assim  utilizar os programas para ajuda em uma observação real. Aprenderam também como localizar um planeta, estrela, constelação ou outro objeto celeste utilizando comandos nos programas. Depois montamos um planisfério desenvolvido pelo OAGLL para a sala de aula.Este planisfério utiliza apenas cartolina, fotocópias, cola e tesoura. Comparamos a visualização do céu com  planisfério e com os programas de computador. O resultado foi muito bom. Em seguida, apresentamos às alunas o Portal do Professor do MEC. Dando destaque para os materiais para o ensino de Astronomia disponíveis no portal. Concluímos apresentando outros sítios da internet  que poderão servir de referências futuras. Para concluir a oficina fomos ao observatório onde apresentamos a exposição paisagens cósmicas. Visitamos o observatório e discutimos em como ele poderá ser útil para o desenvolvimento de aulas de campo, atividades práticas e motivação dos alunos para a ciência. Após a entrega das declarações de conclusão da oficina, agradecemos a participação das alunas convidando-as a visitarem o observatório e fazerdo do espaço um lugar mais especial. 

Montando o planisferio
Comparando o planisfério com o programa planetário KStars
Conhecendo a exposição Paisagens Cósmicas

Turma da Oficina Terra e Espaço conhecendo o observatório 





Semana Mundial do Espaço 2010

wsw 
Na semana de 04 a 10 de outubro de 2010 as Nações Unidas promovem a Semana Mundial do Espaço ou World Space Week WSW(http://www.worldspaceweek.org/). O evento, anual, tem o objetivo realizar atividades para a educação espacial em todo o mundo. Os principais participantes da semana incluem: clubes de Astronomia, departamentos de Astronomia em universidades, empresas aeroespaciais, empresas, agências, espaciais governamentais, bibliotecas, clubes de foguetes, observatórios, planetários, museus de ciência, escolas, sociedades espaciais.
              A organização da WSW está convidando a todos, associações, organizações e grupos que desenvolvam atividades relacionadas ao espaço, para participar. Seja realizando atividades presenciais ou on-line sobre a exploração espacial e espaço. Se o seu grupo estiver interessado em participar, entre em contato com a coordenadora nacional a Sra. Tania Sausem (E-mail: tania @ltid.inpe .br ), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)., planeje o seu evento e inclua no calendário no site internacional WSW na páginahttp://www.worldspaceweek.org/new_event.php.
              Apos a semana, adicione no calendário disponível no link acima, um relatório sucinto do evento, incluindo número de participantes, impressões da imprensa e outras informações que considerar relevantes. Inclua as melhores fotos do evento para o relatório da Semana Mundial do Espaço, publicado anualmente pelas Nações Unidas.
              Para conhecer mais sobre a World Space Week visite o sitehttp://www.worldspaceweek.org/